domingo, 22 de agosto de 2010

Número 4 - Domingo, 22 de agosto de 2010.


Ana Botafogo e Marcelo Misailidis serão as grandes presenças do I Congresso Municipal de Dança que será realizado dias 27, 28 e 29 deste mês no Teatro Municipal Trianon

______________________________________________________________



Ao criar esta Revista de Campos, Marcelo Sampaio desativou o Blog do Sampa que mantinha na Internet desde 2008. No entanto continuará a entregar o Troféu Cultural a uma pessoa de destaque, por ano, na cultura campista.


A jornalista Lívia Nunes alegou problemas de ordem pessoal e ficará um tempo sem publicar sua coluna "Minúcia". No entanto o espaço vai continuar à sua disposição para retornar quando achar melhor.


O artista plástico Diogo d'Auriol mais uma vez não enviou em tempo hábil a nova edição da sua coluna "Espaço Livre". Ele deve estar com dificuldades de cumprir o que combinou conosco.


___________________________________________________________________



NO MAU SENTIDO - MARCELO SAMPAIO


De novo comigo

Há muito tempo não falava com Atanagildo Monteiro de Carvalho. Para ser um pouco mais exato, desde que deixei de publicar a coluna “No Mau Sentido”. Porém, felizmente, ele ficou sabendo do lançamento da Revista de Campos e fez contato comigo.
No telefonema que me deu disse que tem refletido bastante sobre Portugal e Espanha depois da longa temporada passada na Península Ibérica. Entre outras no mínimo curiosas constatações, concluiu que mais vale um meio português do que um espanhol inteiro.
Quase ao fim da nossa conversa, que durou cerca de duas horas, elogiou este novo espaço virtual e falou para que eu não tente parecer mais desconectado do que realmente sou. Finalizou afirmando que continua se orgulhando de ser um especialista em assuntos gerais.
Pare o mouse: A melhor idéia de paraíso é ninguém!

Fracassos & Derrotas
@ Grande parte das histórias que contam a meu respeito eu não vivi. Mas tenho a vantagem de combinar com a maioria delas...
@ As pessoas não deveriam precisar de qualquer aval para o que falam. Até porque falou, está falado.
@ Atenção, atenção, atenção! Descobri que tem gente falando bem de mim pelas minhas costas. Que absurdo, não?

___________________________________________________________________



PEQUENO CADERNO DE ENSAIOS - CARLOS ALBERTO BISOGNO


Guerra dos Botões




A Guerra dos Botões/La Guerre des Boutons
De Yves Robert, França, 1962.
Com Gibus, Jacques Dufilho, Jean Richard, Pierre Trabaut, Michel Galabru
Roteiro Yves Robert e François Boyer
Baseado no livro de Louis Pergaud
Fotografia André Bac
Música José Berghmans
Produção Guéville
P&B, 90 min

As vésperas de começar a montagem de um documentário polêmico que será o dedicado à figura do produtor de vídeos pornográficos Fabrício Mira e sua obra; senti a necessidade de divagar sobre o significado deste filme, mesmo que de fato não o explique e nem pretenda isso (e bem sabem os que me conhecem).
Guerra dos Botões, o documentário, feito a partir de imagens de bastidores (sem a intenção de explorar nudez ou sexo) e depoimentos dos personagens que fizeram a história da polêmica que rasteja por trás dos pudores, tem como inspiração para seu título a referência feita por Fabrício Mira a um filme que o marcara.
Dirigido pelo francês Yves Robert e lançado em 1962, “La Guerre des Boutons” é um dos melhores filmes sobre a infância – e um dos grandes panfletos pacifistas – da história do cinema.
“O que está em jogo na guerra? Botões, cintos, suspensórios, cadarços de tênis.”
Acho fundamental acrescentar que os garotos em guerra têm algo entre 7 e 12 anos; que os pequeninos vilarejos onde se passa a história são separados por mato, área rural, pequenas estradas de terra e que seus habitantes são camponeses bem pouco letrados, não são miseráveis, mas estão no limite e são broncos.
É extraordinariamente bem feito, este “La Guerre des Boutons” (1962) onde o diretor esbanja talento, competência; sua câmara faz babar qualquer um que goste de cinema. Ele usa tudo o que havia sido inventado, tudo que a linguagem do cinema permite. Faz travellings fascinantes dos garotos correndo entre as árvores, perseguindo uns aos outros; joga a câmara no chão para filmar de baixo para cima os rostos dos meninos reunidos em torno do local onde construirão sua cabana, ou seja, em torno da própria câmara; inverte a posição, bota a câmara lá em cimão e faz tomada em plongée; alterna planos gerais com planos americanos com close-ups.
Os pequenos se enfrentam com espadas de madeira e estilingues e haverá então uma escalada, como em geral acontece nas guerras dos adultos; haverá crueldade, prisões, delação, traição, e armas cada vez maiores e mais poderosas.
Tem inocência aí, garoto? Inocência. O que será que pensariam deste filme os garotos e garotas de hoje? Fiquei me perguntando isso durante alguns momentos. É tão distante dos garotos de hoje. Sei lá. Mas é de fato emocionante ver como se conseguiu juntar inocência e a semente das crueldades maiores nesta bela fábula.


http://cinemabisogno.blogspot.com/
http://www.dailymotion.com/CarlosAlbertoBisogno


Notas de rodapé: Boulevard Shopping Campos é o primeiro do segmento feito em Campos dos Goytacazes que contará com salas de cinema digital e 3D. O projeto está programado para inaugurar em abril de 2011.


___________________________________________________________________



UM POUCO DE TUDO - ELAINE OLIVEIRA



Realmente Imperdível
Domingo, dia 29 de agosto, vai acontecer um show em homenagem ao saudoso compositor campista Wilson Batista. O dito cujo será no palco do Teatro de Bolso, às 19 horas, com a cantora Maria Fernanda acompanhada do Grupo Ébano e comentários do jornalista Chico de Aguiar.

Lançamento Regional
Foi sucesso absoluto o coquetel acontecido na Clínica Pelle no último dia 17. Na oportunidade a dermatologista Ana Maria Pellegrini apresentou aos inúmeros convidados o recém-adquirido Velashape plus; consagrado aparelho para redução de medidas, celulite e flacidez!

Bem Versátil
O excelente músico Alan Rocha mostrou todo seu talento no Espaço Cultural Sérgio Porto semana passada. É que lá naquele espaço no Rio de Janeiro rolou o show Capoeira Popular Brasileira com diversas atrações e a direção musical dele, que também assinou os arranjos além de ter tocado cavaquinho...

Para Dançar
Muita gente já confirmou presença no evento que sacudirá o Clube de Regatas Saldanha da Gama sábado próximo, dia 28. Afinal de contas o presidente Mário Arêas Filho vai promover a Festa Sertaneja com o Grupo Melhor de 3, que virá especialmente de Minas Gerais animar a referida noite.





Essas foram as beldades que jogaram pelo time do colunista social Fábio Abud, que teve como técnico Marcelo Sampaio, e se sagraram vice-campeãs do "Modelo É Gol" deste ano disputado no 13 de Maio Soccer Club.





___________________________________________________________________


HISTÓRIAS QUE EU VI, OUVI E VIVI - NILSON MARIA



GAROTINHO

Eu o conheci começando a vida aos 15, 16 anos de idade dando seus primeiros passos no rádio. Desde então, trazia duas características que o acompanham até hoje: a impetuosidade e a coragem.
Naqueles tempos, iniciando-se na narração esportiva, pensava em mudar o mundo e lutava contra as injustiças sociais. Recordo-me bem de um Festival de Música em que fez todo mundo cantar o refrão de sua música Clarissa: “Liberdade é uma menina, que nunca visitou a América Latina...”
Era o período de chumbo, em que praticamente todos os países sul-americanos estavam submetidos a ditaduras militares. O título da música viria, depois, batizar sua filha mais velha.
Daquela época lembro-me de que, muitas vezes, ponderei com ele para deixar de usar o nome “Garotinho” e passar a adotar o seu nome de batismo: Anthony Matheus.
Em minha ignorância dizia:
– Meu filho, Garotinho já tem na Rádio Globo. Com esse nome você não vai chegar a lugar nenhum! Você tem nome de artista: An-tho-ny Ma-theus!
O destino provou que ele era um gênio, e eu um analfabeto político, pois insistiu no apelido e venceu com ele.
Os proprietários das emissoras de rádio daquela época usavam o artifício de contratá-lo para conseguir arrancar mais dinheiro da Prefeitura. Com sua língua ferina, Garotinho demolia os adversários e eles procuravam as emissoras com ofertas generosas para que o demitissem.
Foi então que, no carro da emissora, ao sair da cidade em direção ao Rio de Janeiro para irradiar um jogo de futebol, Garotinho, num exercício de futurologia vaticinou para o falecido repórter Dalwan Lima, que iria comentar a partida:
- Presta atenção, Dalwan! Eu ainda vou ser prefeito desta cidade.
Dalwan olhou para aquele menino de 17 anos e desdenhou:
- Vê se te enxerga, menino! Quem manda nesta cidade é Zezé Barbosa e Alair Ferreira!
O tempo provou que Dalwan, assim como eu, era também um analfabeto político.
Conta-se, eu não ouvi, apenas soube, que, quando se iniciava no rádio esportivo, Garotinho teria encerrado a transmissão de uma partida iniciada às 15 horas e, em alto estilo, passou a palavra para o narrador titular que iria irradiar o jogo que se iniciaria às 17 horas:
– E vem aí, na sequência do futebol-show da Difusora a A-PO-TE-O-SE do futebol do Brasil...
Na técnica o operador de áudio colocou a vinheta do outro narrador, conhecido por seu mau humor e o chefe entrou falando irritado:
- Apoteose é a senhora sua mãe! Mais respeito, Garoto, futebol é coisa séria...
O cidadão entendeu errado e teria interpretado mal a apresentação criativa de Garotinho.
Do período das vacas magras, Garotinho guarda uma amizade até hoje reconhecida. Trata-se de José Carlos, o popular Ferrugem. Repórter do Show do Garotinho, Ferrugem demonstrava uma fidelidade canina: quando Garotinho estava empregado, ele também trabalhava; quando Garotinho era demitido, Ferrugem saía junto.
Por isso mesmo, foi natural a empolgação quando Garotinho, eleito prefeito de Campos, retomou o seu programa na Emissora Continental.
Num determinado dia, o repórter Ferrugem estava no bairro do IPS fazendo a entrega de uma cadeira de rodas. Vibrando, Ferrugem acabou extrapolando:
- É isso aí, prefeito Garotinho, essa família emocionada agradece primeiro a Deus e depois a você, prefeito Garotinho, por essa cadeira de rodas! Você acabou com os coronéis da política de Campos, que agora só tem um verdadeiro Coronel... que é você, prefeito Garotinho!
No estúdio, Garotinho gritava e gesticulava para o operador, espumando ódio:
- Corta, corta!

Aposentado, radialista, apresenta o Programa Nilson Maria, de Segunda a Sexta-Feira, entre 15:00 hs e 18:00 hs, na Rádio Absoluta AM – 1.470.

___________________________________________________________________

FRASE DA SEMANA, QUER DIZER DO WILLIAM KENNEDY:

"Minha memória é meu mundo".





Expediente:

A Revista de Campos é uma publicação semanal, atualizada sempre aos domingos. Todas as informações contidas aqui são de responsabilidade dos respectivos autores, não interferindo este veículo em suas opiniões. Ressaltamos ainda que os nossos colaboradores não possuem qualquer vínculo empregatício.

Um comentário:

  1. Acompanhe e opine em nosso Blog: http://carnavalcampista.blogspot.com/

    ResponderExcluir